[Premiere] Em “punk rock lambuzado”, Garrafa Vazia questiona a falta de profundidade da nova geração

Em 2015 tive o primeiro contato com a Garrafa Vazia, de Rio Claro (SP), através do single “Corotinho“. Punk Rock reto e direto com doses destiladas de bom humor e mostrando a força do cenário independente do interior paulista.

Eles até definem o estilo como “Punk Rock da Roça”. Este que segundo eles tem inspirações do Punk 77 de bandas como The Clash, Undertones, The Damned, The Stranglers, The Jam, Sex Pistols e tantas outras. O estilo brincalhão e politizado deles lembra muito Garotos Podres, Os Pedrero, Gramofocas entre tantas outras.


divulgação
Garrafa Vazia durante as gravações no Lab Sound em Piracicaba (SP). – Foto: Divulgação

O primeiro registro oficial desde o EP Corotinho também é o primeiro single a ser divulgado do disco Cirrose que deve ser lançado nos próximos meses via Neves Records, selo que também conta com bandas do calibre de Muzzarelas, Ovos Presley, The Mullet Monster Mafia, Os Catalépticos Gangrena Gasosa. O lançamento inclusive será disponibilizado através de um 12 polegadas.

A gravação também marca a entrada de Netão Lombada (que também toca no The Mullet Monster Mafia, de Piracicaba) nas guitarras. Além de Netão, a banda conta com Mário Mariones (baixo / voz) e Ralph Faust (bateria).

Prestes a comemorar 10 anos de sua fundação, eles programaram uma ida ao estúdio Lab Sound, em Piracicaba (SP), para gravar o novo disco. Este que foi gravado em apenas três dias e contou com a produção de Robriga Bigga e Massimo Matta. O álbum contará com 14 faixas e segundo os integrantes promete mostrar a identidade da banda que reúne doses de bom humor, poucos acordes e muita transpiração.

Garrafa Vazia “Geração Yogurte” (13/08/2018)

O single “Geração Yogurte” é contestador por sua essência e é uma canção já antiga do power trio. Que agora ganha uma versão com uma produção mais robusta e potente. Polêmica, a faixa questiona o conformismo e a falta de profundidade – e conteúdo – da nova geração.

“Geração Yogurte tem três notas, como a maior parte dos nossos sons. Punk rock da roça, chefia. A letra eu dedico a essa geração fraca, do estímulo rápido e vazio, desprovida de repertório, referências bacanas. Incomoda bastante esse comodismo, essa preguiça mental num bem bom bolado com esse conformismo total – , traduzido num modus operandi calcado no imediatismo sem reflexo, alienado, é a galera que não analisa, só caga passionalmente opiniões rasas, papagaindo o de sempre: “gostei”, “legal”, “curti”.

Ela se lambuza até o final porque nos brinda com o fútil, é craque em não propor nada, inclusive com menos argumentos que o picles de jeans lá agitando o coreto louco de corote. Vamos ler a boa literatura, vamos curtir Machadão, Dostoiévski, Homero, pirar com Lima Barreto, Kerouac, Orwell, Whitman, Oscar Wilde, Plínio Marcos, Burroughs, Victor Hugo, porra…”, conta o vocalista e fundador da banda Mário Mariones



Quem assina o lyric video é Vinicius Nogueira, o Nardi, que também é guitarrista da Romero, banda punk de Bauru (SP). O vídeo brinca com imagens creative commons somadas a imagens da banda em estúdio.

Além do disco que está a caminho a banda tem planos de lançar o videoclipe para o single ,“Eterno Desempregado” que será lançado em breve. Este que fará parte da primeira coletânea da Mutante Radio.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s