[Premiere] Lisérgico e espiritual, Lucas Brenelli lança clipe para “Deixa O Karma Fluir”

Você pode acreditar ou não em karma e reencarnação mas que estes temas são no mínimo curiosos: não há a menor sombra de dúvidas. Com origem no sânscrito, ele traz como conceito a ação-reação do universo, tendo a ideia de que somos responsáveis pelos acontecimentos ao nosso redor, seja nessa ou em vidas passadas.

“O significado literal da palavra karma é “ato deliberado”. Por muito tempo, e até hoje – principalmente dentre as pessoas que não conhecem o conceito – entendia-se o karma como punição, castigo ou sofrimento. No entanto, a lei que rege esse sistema espiritual baseia-se na lei de causa e efeito e fundamenta-se, ainda, na reencarnação.

A principal lição e interesse envolvidos na filosofia do karma é o aprendizado do ser humano, pois as ações tomadas hoje podem afetar o seu próprio futuro ou as vidas futuras do espírito do indivíduo de maneira positiva ou negativa. Logo, cabe a cada um calcular e assumir as consequências dos seus atos, mesmo que isso traga sofrimento a si mesmo anos à frente ou às suas futuras encarnações.

Muitas religiões veem a filosofia do karma como uma maneira de proliferar o caminho da verdade e de fazer com que as pessoas avaliem os seus erros e se reeduquem ao longo da vida, sendo um mecanismo de avaliação dos comportamentos individuais. Na religião budista, em específico, o karma tem a função de difundir o desenvolvimento da retidão dos indivíduos.” (Via Significados BR)


Lucas
O músico paulista Lucas Brenelli lança nesta sexta-feira (13/04) com Premiere do Hits Perdidos o videoclipe para “Deixa O Karma Fluir” – Foto: Divulgação

Este é o tema da canção “Deixa O Karma Fluir” do músico Lucas Brenelli de Campinas (SP). Com apenas 24 anos ele conta que sua vocação pela música vem desde cedo, aos 12 escreveu sua primeira poesia, já sua primeira música estava pronta aos 15 anos.

Como tudo na vida ele teve o momento de virada e foi em 2014 quando percebeu que tinha potencial de “fazer uns trocados” fazendo o que mais gosta: a música. Gravou seu primeiro single naquele ano e dois anos depois seu primeiro EP, Espírito Sólido, foi gravado no Lavanderia Estúdio  por Rafael De Souza.



Até o presente momento além do EP ele lançou em 2016 o videoclipe para “Flores Brancas”. Agora chegou a vez de ”Deixa o Karma Fluir”, novo single que não fará parte de nenhum EP ganhar um videoclipe.

A princípio a ideia era ser um simples lyric video mas conforme o brainstorm do diretor, Rafael De Souza, foi sendo elaborado acabou que virou um videoclipe com áurea espiritual e psicodélica.

O que casou muito bem com os elementos da imersiva canção que tem como seu norte o uso do ‘om’, considerado o mantra primordial e o som vibracional que deu origem ao universo – início e fim de tudo – é na intenção de mostrar o equilíbrio que precisamos manter diante das casualidades e inconstâncias.

Uma música com um tema tão profundo como o karma não poderia mesmo ter uma produção aquém de seu conteúdo. Até por isso o videoclipe traz “imagens de monges e animais petrificados em meio a ambientes lisérgicos e em constante mudança, aumentando ainda mais a experiência sensorial e reforçando toda a ideia de linha de consciência, cuidado, natureza e estabilidade meio ao caos.” – como afirma o diretor

As colagens por si só dão uma noção de profundidade e magnetismo da faixa. Através dos elementos lisérgicos e o bom uso das imagens divinas, o vídeo por oras tenta acompanhar a letra e por outras se aventura a explorar todo o conceito do karma e seu universo místico.



Entrevista com Lucas Brenelli

[Hits Perdidos] Mesmo jovem você já lançou um EP e agora está lançando um novo single. Ele fará parte de um novo EP ou álbum cheio?

Lucas Brenelli: “Não. Assim como “Flores Brancas”, “Deixa o Karma Fluir’’ também é lançado como single independente, sem vínculo algum com um próximo trabalho.”

[Hits Perdidos]Quais as inspirações para a composição e como vê o amadurecimento em relação a seus trabalhos anteriores? Conte um pouco mais sobre sua trajetória.

Lucas Brenelli: “Minhas principais inspirações são as experiências que passo e aquilo que ouço, leio ou vejo. Sensações me inspiram. Isso muda constantemente e, por consequência, é transposto, de alguma forma, em minha arte.

Mas em termos musicais, creio que Beatles, Caetano, Lenine, Jeff Buckley, Eminem e Enya são artistas que estão mais constantes em meus ouvidos ou foram parte de minha formação instintiva.

Ao aprender três acordes, comecei a compor. Isso foi aos quinze anos. A primeira poesia foi com uns doze anos. Mas comecei a ver isso gradativamente como um caminho real em 2014, quando me apresentei como artista autoral pela primeira vez – voz e violão, e recebi uns trocos por isso.

Desde então só venho aprendendo, e algumas portas lentamente foram se abrindo, interna e externamente. Em 2016 entrei pela primeira vez em um estúdio com o objetivo de gravar, e foi com o Teo Carvalho, em Valinhos. Ali saiu ‘’Flores Brancas’’. Meses depois o Rafa me chamou para gravar o que seria meu primeiro EP, Espírito Sólido.

Nesse período toquei em variados lugares da região em diferentes formas, inclusive fui parar na Expomusic com a música ‘’Vida Imprevisível’’, que está no EP. E no meio disso tudo, tive as experiências de gravações em vídeos e ensaios com formação de banda. Creio que isso também – além das gravações no Lavanderia – me deu uma noção maior de arranjo. Isso está sendo explorado aos poucos.”

[Hits Perdidos]Já que o tema do single é justamente o Karma, compartilhe conosco sua experiência pessoal com o assunto. Já viveu alguma situação que pareceu ter vindo de alguma vida passada?

Lucas Brenelli: “Sim, várias. Mas é algo meio inexplicável, não pelo misticismo, mas pela sensação… como quando você encontra alguém que parece que te conhece há mil vidas atrás, nada precisa ser dito e todos se entendem.  E isso pode ser apenas uma química de alma ou intelectual, por exemplo. Mas sempre parece que tem algo permeando.”

[Hits Perdidos] Sobre o videoclipe como foi a decisão para esta faixa ser a escolhida e como foi o processo de brainstorm?

Lucas Brenelli: “Iniciei as gravações no Lavanderia com a ideia proposta pelo Rafa de fazer um lyric video após a música pronta. Enviei algumas imagens para ele e dei alguma ideia sobre o clima que gostaria, mas o processo inteiro do vídeo foi com ele.

E aí, o que era para ser um lyric video tornou-se esse clipe insano e totalmente harmonioso com a canção. Eu verdadeiramente só agradeço ao fantástico Rafa e a quem está comigo nessa, esses que ao lerem saberão. Paz.”

Entrevista com Rafael De Souza – Lavanderia

Também tivemos a oportunidade de conversar com o Rafael De Souza, ele que comanda o Lavanderia Estúdio e vem realizado um trabalho super interessante a frente da Lavanderia Sessions.

Lavanderia é um homestudio localizado em Campinas (SP) que oferece serviços de áudio como captação, mixagem, masterização, etc. Comandado por Rafael, o estúdio já contou com a presença de diversos artistas independentes da região de Campinas e São Paulo.

Já passaram pelas sessions artistas e bandas como: Yma, The Edsons, Wallacy Willians, Uiu Lopes, Atalhos, Bratislava, Dolphinkids, Heitor Vallim e Antiprisma (alguns ainda sob o nome de Lo-Fi Sessions).



[Hits Perdidos] Como foi o processo de criação e produção do videoclipe? Já é um trabalho que realiza a algum tempo?

Rafael De Souza: “Como o Lucas disse, a ideia inicial era produzir um lyric video, algo bem simples, quase que estático. Desde o começo foi decidido que faríamos algo seguindo a estética de colagem, misturando elementos psicodélicos com a figura de monges e budas.

Acontece que, ao longo da produção, eu senti que podia fazer algo mais dinâmico e com mais fluidez. Por isso sugeri que ao invés de lyric video, fizéssemos um videoclipe mesmo, assim daria pra explorar mais essa ideia lisérgica e também abriria mais possibilidades para a animação, de forma que o video fosse um complemento a música e não só um simples lyric video.

Até pouco tempo, levava um trabalho de editor de video em paralelo ao Lavanderia, então já estou acostumado a esse tipo de animação 2D. Pelo Lavanderia também já produzi alguns lyric videos e videoclipes, inclusive no canal do Estúdio no Youtube você encontra alguns vídeos animados experimentais. Agora, videoclipe animado do começo ao fim, esse foi o primeiro.”

[Hits Perdidos] Gostaria que contasse mais sobre as Sessions que realiza com o Lavanderia e os próximos passos do projeto.

Rafael De Souza: “Eu sou doido por produzir live sessions, esse tipo de conteúdo sempre me atraiu muito e, desde o começo do Lavanderia, em meados de 2015, já queria fazer um projeto desse tipo.

A finada “LO-FI” Session (2015 – 2017) me abriu muitas portas e durante esse período gravei com muitos artistas legais e de fora de Campinas, o que na minha cabeça era algo totalmente fora de alcance.

No segundo semestre de 2017, decidi reformular o projeto e aí surgiu a “Lavanderia Session”, que é um formato que pretendo manter por um bom tempo. A ideia foi sempre divulgar a música independente, produzir um conteúdo cada vez melhor sem se repetir (tento criar um visual único para cada session) e que seja acessível aos artistas.

Eu me inspiro muito em canais grandes como Audiotree, The Strombo Show, COLORSLa Blogothèque, NPR Music e outros. Ultimamente, tenho pensado muito no Lavanderia como um criador de conteúdo além de produtora de áudio e vídeo e, apesar de parecer distante, será muito massa chegar no nível de algum desses canais e estou trabalhando nisso. Pro futuro, podem esperar muitas sessions e também conteúdo não necessariamente musical.”

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s