Máscaras. A sociedade é repleta delas e muitas vezes temos que conviver com lobos em pele de cordeiro. Em uma época repleta de ismos, fobias e ódio nas redes sociais é difícil não observar atrocidades e ficar calado.

As músicas do duo de Synthpop/Rock Alternativo S.E.T.I. sempre foram pautadas em sentimentos com canções mais abstratas e com interpretação um tanto quanto pessoal para o ouvinte. Desta vez na hora de compor a carga emocional de ver situações de perto fez com que a vocalista Roberta Artiolli quisesse falar de uma realidade que atinge milhares de mulheres no mundo todo – e infelizmente todo dia, o machismo.

Mas principalmente o velado, aquele do amigo “bacana” certinho mas que na hora do vamos ver solta algum discurso de ódio, se sente superior as mulheres e agride sua parceira – e amigas – fisicamente e emocionalmente. Roberta escreveu a canção com o sentimento de sororidade, ou seja, se colocando no lugar das amigas e mulheres próximas de seu convívio para dar vida a composição – e agora primeiro single do primeiro disco da banda – “O Ilusionista”.


O S.E.T.I está preparando um novo disco. – Foto Por: Deu Zebraa

Desde 2012 na ativa o duo de Campinas (SP) é um velho conhecido dos leitores do Hits Perdidos tendo o primeiro EP, Êxtase, resenhado por aqui e tendo participado do tributo O Pulso Ainda Pulsa com uma bela e desconcertante versão de “Será Que É Isso O Que Eu Necessito”.

Em seu som Roberta Artiolli (Voz e synths) e Bruno Romani (baixo e programação) fundem o rock com o universo hipnotizante e hi-tech da música eletrônica. Após dois anos sem nenhuma canção autoral gravada a vontade de voltar para o estúdio era algo urgente. Afinal de contas quantas coisas acontecem e como uma banda evolui nesse meio tempo, não é mesmo?



Eles se inscreveram para o projeto Original’s Studio da Levi’s e foram escolhidos para gravar um single inédito para a edição paulista do projeto. A escolha foi a urgente e muito atual “O Ilusionista”. Este que também é o primeiro single do próximo disco do duo que tem previsão de lançamento para o segundo semestre.

O single foi gravado, mixado e masterizado por Alexandre Pereira no Zastrás Áudio em março de 2017. Já a produção é assinada por S.E.T.I. e Alexandre Pereira.



Assim como o tom da canção seu instrumental é mais pesado que os trabalhos anteriores e a imersão no experimentalismo dentro do rock industrial – quase punk e com ares de post-punk – vai de choque com a leveza do synthpop. Podendo ser até uma ótima trilha para um filme de terror pós moderno. É um tapa na cara da sociedade em todos os sentidos e mostra a evolução musical do projeto.

Para saber mais sobre a forte composição o Hits Perdidos conversou com a Roberta (Vocal e Sintetizadores) do S.E.T.I..

Roberta Artiolli: “Não somos uma banda que aborda sempre questões sociais. Em geral, a gente versa sobre sentimentos. Então, se a gente resolve falar sobre alguma questão social, é porque o tal assunto está incomodando bastante.

Eu sou mulher e, como todas as outras, passo por diversas situações irritantes e constrangedoras todos os dias. No entanto, não tenho um relacionamento abusivo, na qual o machismo vem da pessoa que dispõe de maior intimidade comigo.

Mas vejo muito isso acontecer ao meu redor e noto que quem recebe às vezes não percebe. Resolvi externar nessa letra a falsa preocupação que muitos caras demonstram ter com suas parceiras, parecendo sempre que eles estão as protegendo e “falando para o bem”, mas na verdade tentam incutir nelas que elas não podem, que elas não deveriam, que elas não são. Errado, amigo.”


A duo gravou o single “O Ilusionista” para o projeto da Levi’s. – Foto: Divulgação

Sobre a sonoridade do próximo disco e o conceito ela conta:

Roberta Artiolli: “Já sobre o som, ele aponta para onde estamos indo. O próximo disco vai turbinar todos os nossos elementos mais conhecidos. Onde é rock, vai ser mais rock. Onde é eletrônico, vai ser mais eletrônico. E onde houver momentos contemplativos, vai ser para pensar mesmo.

O disco todo terá um conceito de que tudo está amarrado e que seus gestos, ações e decisões impactam a vida do outro. E esse conceito de que tudo está ligado vai se refletir nas letras e nos timbres.”

Agora o que nos resta é aguardar pelo lançamento do álbum!

This post was published on 14 de junho de 2017 10:20 am

Rafael Chioccarello

Editor-Chefe e Fundador do Hits Perdidos.

Posts Recentes

Coletânea “Futuro do Passado” celebra os 40 anos de carreira de Lulu Santos com releituras indies

O ícone do pop nacional, Lulu Santos, é mais um dos artistas nacionais a ganhar…

14 de janeiro de 2022

Os 250 álbuns mais aguardados de 2022

Se 2021 foi marcado pelo lançamento de diversos singles e muitos discos durante o segundo…

13 de janeiro de 2022

Nietts traz à tona o momento político e sanitário do país em “Doloribus”

Quem no finzinho de 2021 voltou a apresentar um novo material foi o duo Nietts que…

12 de janeiro de 2022

As Melhores Live Sessions | Dezembro (2021)

As Melhores Live Sessions | Dezembro (2021) O Que São Live Sessions? Live Sessions tem…

11 de janeiro de 2022

Radio Color #3 – 20 Discos Independentes da América Latina que Marcaram 2021

20 Discos Independentes da América Latina que Marcaram 2021 Neste ano nasceu por aqui, a…

24 de dezembro de 2021

Os 25 Melhores EPs Nacionais de 2021

Os 25 Melhores EPs Nacionais de 2021 Em tempos onde o formato de compartilhamento da…

23 de dezembro de 2021

This website uses cookies.