PAPISA e Cattarse participam de Sessions e excursionam pelo país

As sessions tem um papel fundamental tanto na divulgação do trabalho dos estúdios envolvidos neste tipo de projeto como para novos artistas. É uma oportunidade de mostrar o trabalho nu e cru para muitos que ainda não puderam presenciar uma apresentação ao vivo do artista – ou sequer o conhecem.

Iniciativas como a Inhame Sessions e Jukebox Sessions vem para somar a outros ótimos que já falamos por aqui. Desta vez as duas sessions que falaremos contam com artistas que tem se destacado no cenário nacional com ótimos lançamentos diga-se de passagem. Estes que tem os levado para tocar muito além da cidade onde residem.

PAPISA
PAPISA participou da Inhame Sessions Foto: Kalaf Lopes

Inhame Sessions

PAPISA é o projeto solo de Rita Oliva (Cabana Café, P A R A T I) que em novembro do ano passado disponibilizou suas primeiras três canções através do PAPISA EP que saiu pelo selo pernambucano PWR Records. Este que a estética Dream Pop, Psicodélica, lo-fi, rock alternativo me agradou bastante. Tanto é que “Instinto” toca direto na programação do Hits Perdidos e Dezgovernadoz – programas da Mutante Radio.

Este ano a artista paulista lançará seu primeiro disco. Ela que está na programação do Festival Bananada que acontece nestes dias em Goiânia – inclusive tocou ontem (09/05) – e segue em turnê: Brasília (Hostel 7 – 11/05), Belo Horizonte (A Obra Bar – 17/05), Juiz de Fora (MG) – (Maquinaria – 18/05).

Para a session gravada no Inhamestúdio (Cotia – SP) ela decidiu tocar pela primeira vez “Curva” esta canção que fará a transição entre o EP e o álbum que será lançado no segundo semestre.

Esta nova faixa fala sobre um tema um tanto quanto interessante que vale o comentário da artista:

“Fala sobre a dúvida que precede uma mudança inevitável: o momento suspenso entre ouvir a intuição e confiar no instinto para agir”, divaga Rita Oliva

A session também conta com o já hit “Instinto”. Ambas canções são executadas sob uma iluminação avermelhada  e escura que dão toda a mágica para que o registro seja algo único e denso.

Gravada pelo Inhamestúdio, a faixa tem captação de áudio, mixagem e masterização de Rubens Adati e captação de vídeo de Yasmin Kalaf. A edição de vídeo também é de Rubens Adati.

Sobre os ares do estúdio de Cotia Rita comenta: “foi a primeira gravação no formato de show solo que venho trabalhando agora. E por estarmos no meio do mato, conseguimos criar o clima ritualístico que é tão importante pra PAPISA”.


Jukebox Sessions

Tendo iniciado suas sessions em 2012 o Estúdio Jukebox de Volta Redonda (RJ) está em sua segunda temporada de gravações. O ideal e propósito do projeto continua o mesmo de seu início: transmitir a energia e a forma mais sincera da apresentação de uma banda, sem playback e correções posteriores.

Cattarse
A banda porto alegrense Cattarse participou da última gravação das Jukebox Session em Volta Redonda. Click por Cris Santoro durante o lançamento do disco Black Water

Os responsáveis pelo estúdio são Kleber Mariano e André Leal ambos membros da Stone House On Fire e de outros projetos musicais como o Buzz Driver, Nãda e Carbo.

“Surgiu porque a gente queria mesmo registrar bandas que a gente curte ouvir num formato ao vivão mesmo. Bandas que a gente curte principalmente vendo ao vivo. Tudo começou só com bandas de Volta Redonda e com o tempo foi abrindo o leque pra bandas de todo o brasil que de alguma forma estavam de passagem pela cidade.

Sobre a maneira como o projeto é feito André comenta:

É tudo no amor, a gente não cobra nada das bandas, e a ideia é captar a energia e o momento da banda tocando ao vivo. Então a gente faz sem overdub e com o mínimo de takes possível, pra ficar bem descontraído.

Durante as sessions já passaram bandas como Lively Water (MG), Talude (RN), Eu, Você e a Manga (Volta Redonda – RJ), Amplexos (Volta Redonda – RJ), The Alchemists (Volta Redonda – RJ), Deaf Kids (SP), Quarto do L (Volta Redonda – RJ) e Derival (Volta Redonda – RJ).

O vídeo mais recente foi lançado nesta quarta-feira (10/05) com a participação da banda porto alegrense Cattarse. Esta que lançou seu segundo álbum, Black Water, no ano passado.

Elogiadíssimo ele chegou a entrar na lista de 100 Hits Perdidos do Indie Nacional em dezembro do ano passado. A banda assinou com o selo independente carioca Abraxas Records este que também conta com as já citadas Lively Water e Stone House On Fire.

Desde então a banda gaúcha tem excursionado pelo país com shows em São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Tendo já tocado ao lado de importantes bandas da cena de rock torto como Muñoz, Mar de Marte, Wolftrucker, Hammerhead Blues e I Am The Sun.

Confira as duas mais recentes Jukebox Sessions: Cattarse e Lively Water.


Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s