O mundo mágico das versões de temas de desenhos animados

Após ouvir a mais uma edição do maravilhoso programa Tiki Nervioso da Rádio Rock (89FM) apresentado por João Gordo e Marinho (“Otra Vida”) me inspirei em um tema que devemos sempre falar: Desenhos Animados.

Sim, aqueles mesmos que marcaram uma das épocas mais gostosas de nossas vidas: a infância.

Quem nunca parou para ver aquelas listas/vídeos de Buzzfeed em que via desenhos animados que marcaram sua infância sem sentir aquele ar de nostalgia?

O mundo da música também sempre buscou eternizar de uma forma ou outra essa fase da vida. Alguns usam referências em suas letras, outros tocam temas dos desenhos.

Eis que em 1995 – já tem 20 anos – o produtor Ralph Sall decidiu tocar um projeto um pouco diferente ao lado do selo MCA. E assim surgia o tributo: Saturday Morning: Cartoons’ Greatest Hits.

Screen Shot 2015-12-10 at 3.15.26 PM

Este que basicamente tinha a seguinte proposta: Ser um tributo a programação de TV infantil, principalmente composta por desenhos animados, de cartoons dos anos 60 e 70.

Para o disquinho foram chamados artistas de bandas de rock alternativo. Dentre eles: Liz Phair, Sponge, Juliana Hatfield, Butthole Surfers, Helmet, Ramones, Violent Femmes, Semisonic, The Reverend Horton Heat, Face To Face e Sublime.

Para os felizardos que chegaram a comprar a coletânea na época, ainda ganhariam de brinde: Quadrinhos da Marvel e um VHS com video-clipes escolhidos por Drew Brarrymore (MCA).

A versão do tema do Homem Aranha por exemplo ganhou até video-clipe:

O tema de Johnny Quest e o tema de Mutley na Corrida Maluca ganharam alma na versão garageira/rockabilly do Reverend Horton Heat:

Claro que Scooby Doo não ia ficar de fora, né?

Josie e as gatinhas ganharam uma pegada super delicada na voz de Juliana Hatfield e Tanya Donelly. Detalhe que os clipes chegaram a ser exibidos na programação do Cartoon Network:

Os Jetsons não poderiam JAMAIS ficar de fora e o Violent Femmes fez uma versão genial: como sempre.

Falou de Jetsons implica diretamente em falar de Flinstones, não é mesmo?

Helmet deu peso para o tema de Gigantor.

Os tema de Os Banana Splits ganhou pegada rock’n’roll na voz de Liz Phair e da banda Material Issue.

O marinheiro Popeye ganhou levada hardcore na versão feita pelo Face To Face especialmente para o tributo.

Hong Kong Fu ganhou uma versão dub/reggae na interpretação feita pelo Sublime.

O tema de Vira-Lata claro que não ia passar batido de ganhar uma versão toda exótica de ninguém menos que Butthole Surfers.

Speedy Racer, talvez o desenho mais queridinho dos garotos dos anos 60, ganhou nova alma na versão do Sponge.

Estes são alguns vídeos do tributo, ficou curioso para ouvir as outras versões? Neste link você pode ouvir as 19 versões do disquinho.

Mas não é de ontem nem de hoje que bandas se aventuram na epopeia de regravar clássicos das manhã de sábado – que no Brasil se extendem para o domingo – em seus discos.

O tema de Batman por exemplo entrou no álbum In The City (1977) do The Jam.

A própria Rádio Rock (89FM) outro dia estava estreando em sua programação a uma versão de Speed Racer feita pela banda ToyShop gravada especialmente para uma promoção da rádio.

Para quem curtir metal, sons mais melódicos e pirar nessa onda de músicas tema de desenhos animados. O pessoal do Powerglove lançou um disco totalmente instrumental de versões.

Dentre elas você pode conferir os temas de: Noiva Cadáver, Batman, Transformers, Inspetor Bugiganga, Simpsons, Flinstones, Pokémon e X-Men.

Mas se o mundo que mais te encanta é o dos desenhos da Disney, não tem problema. O tributo Dive Into Disney (2002) é japonês.

Acredite se quiser, mesmo ele tendo sido produzido pela Walt Disney Records e ter a maioria dos artistas cantando em inglês ele só foi lançado por lá. Vai entender.

Disney

Nele foram escaladas bandas de rock/ska com nomes de peso como: Reel Big Fish, H2O, Snuff, All, Voodoo Glow Skulls e Oi-Skall Mattes.

Yo Ho Yo Ho e uma garrafa de Rum ficou mega acelerada na versão do Snuff.

O tema da Marching Band da Disneylândia claramente ia ficar por conta do Reel Big Fish.

O narigudo mais mentiroso do mundo de Walt Disney com certeza não ia ficar de fora do tributo.

Dumbo, talvez uma das histórias mais tristes da Disney não poderia ficar de fora.

O ursinho Winnie The Pooh que até outro dia acreditava-se ser um garoto, também está presente.

Mary Poppins também ganhou uma versão bem para lá de caipira.

E outra do All (projeto paralelo dos caras do Descendents).

Hercules, ganhou versão nas mãos do japoneses do Doping Panda.

O clássico Small World ganhou riff simples do hardcore na versão dos nova iorquinos do H2O.

O clássico “I Wanna Be Just Like You” do Mogli ganhou trompetes e alegria com o Voodoo Glow Skulls.

A versão de Hakuna Matata clássico do Rei Leão ficou por conta do Rude Bones (a partir do 7 minutos de vídeo) entrou também na coletânea.

Ficou curioso pelas outras versões do tributo? Você pode comprar o disco aqui. Caso tenha se interessado pelo de desenhos animados com bandas de rock alternativo dos anos 90, segue o link para compra.

Fato é que o mundo dos desenhos animados sempre interessou as bandas e artistas. Os própios Ramones nunca negaram sua verdadeira paixão pelo mundo dos quadrinhos. Alguns dizem que músicos nunca crescem mas olhando por esse lado bem que vale a pena ser Peter Pan.

Advertisements

One thought on “O mundo mágico das versões de temas de desenhos animados

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s